Oceanos, Captação de Carbono e as novas descobertas

 

 

Captação de Carbono dos oceanos está amplamente subestimada, dizem climatologistas  

 

Outra descoberta recente na área foi que os oceanos não têm tanto plástico quanto se temia.
[Imagem: Giuseppe Suaria et al. – 10.1126/sciadv.aay8493]

 

Fluxo líquido de carbono

Os oceanos da Terra absorvem mais carbono do que a maioria dos modelos científicos considera, alerta uma equipe de climatologistas do Reino Unido e da Alemanha.

Estimativas anteriores do movimento de carbono (conhecido como “fluxo”) entre a atmosfera e os oceanos não levaram em consideração as diferenças de temperatura na superfície da água e alguns metros abaixo, afirmam Andrew Watson e seus colegas.

Quando a equipe incluiu essas informações, eles encontraram um fluxo líquido de carbono nos oceanos significativamente maior.

Os cálculos mostraram que os fluxos líquidos de CO2 de 1992 a 2018 foram até o dobro do considerado pelos modelos do IPCC em determinados horários e locais.

“Metade do dióxido de carbono que emitimos não fica na atmosfera, ele é absorvido pelos ‘sumidouros’ nos oceanos e na vegetação terrestre,” disse o professor Watson, da Universidade de Exeter.

Absorção de carbono pelos oceanos

“Estudos anteriores que fizeram isso ignoraram pequenas diferenças de temperatura entre a superfície do oceano e a profundidade de alguns metros onde as medições são feitas.

“Nós usamos dados de satélite para corrigir essas diferenças de temperatura e, quando fizemos isso, fez uma grande diferença – obtivemos um fluxo substancialmente maior indo para o oceano.

“A diferença na absorção do oceano que calculamos equivale a cerca de 10% das emissões globais de combustíveis fósseis,” disse Watson.

O “Atlas de Carbono na Superfície Oceânica” criado pela equipe foi disponibilizado no endereço http://www.socat.info.

Bibliografia:

Artigo: Revised estimates of ocean-atmosphere CO2 flux are consistent with ocean carbon inventory
Autores: Andrew J. Watson, Ute Schuster, Jamie D. Shutler, Thomas Holding, Ian G. C. Ashton, Peter Landschützer, David K. Woolf, Lonneke Goddijn-Murphy
Revista: Nature Communications
Vol.: 11, Article number: 4422
DOI: 10.1038/s41467-020-18203-3

 

In:

https://www.inovacaotecnologica.com.br/

21/09/202