NA PRESSA VOCÊ DESCOBRE QUEM É

 

NA PRESSA VOCÊ É MAIS AUTENTICO

evolução irá puni-lo se você for egoísta e sovina. Além disso, voluntários altruístas vivem mais, voluntários egoístas não.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Pressa como amplificador

 

Quando precisam agir rapidamente, pessoas egoístas tendem a agir de maneira ainda mais egoísta do que o normal, enquanto as pessoas pró-sociais se comportam de maneira ainda mais pró-social.

Ou seja, quando as pessoas não têm muito tempo para tomar uma decisão, elas parecem amplificar o que fariam em situações semelhantes se tivessem mais tempo para pensar.

No lado inverso, quando as pessoas têm mais tempo para decidir, pode acontecer de cada tipo de personalidade ir contra sua tendência geral à medida que avaliam as opções à sua frente.

“As pessoas começam com um viés de saber se é melhor ser egoísta ou pró-social. Se elas forem apressadas, elas tendem a seguir esse viés,” disse Ian Krajbich, da Universidade do Estado de Ohio (EUA), que realizou o estudo juntamente com Fadong Chen, da Universidade de Zhejiang (China). Os resultados foram publicados na revista Nature Communications.

Ganhar e doar

O experimento envolveu 102 estudantes universitários dos EUA e da Alemanha que jogaram 200 rodadas de um jogo que é frequentemente usado em experimentos de psicologia e economia. Em cada rodada, os participantes escolhem entre duas maneiras de dividir uma soma real de dinheiro. Ambas as escolhas favorecem a pessoa que joga, mas uma escolha compartilha mais do dinheiro com um parceiro desconhecido.

“Os participantes têm que decidir se dão um pouco do próprio dinheiro para aumentar o pagamento da outra pessoa e reduzir a desigualdade entre eles,” detalha Krajbich.

Os cenários de decisão são muito diferentes. Em alguns casos, os participantes têm que desistir de apenas US$ 1 para aumentar o pagamento do parceiro em US$ 10. Em outros, eles podem precisar desistir de US$ 1 para dar ao parceiro um extra de US$ 1. E, em outros casos, eles têm que fazer um grande sacrifício – desistir de US$ 10 para dar ao parceiro um extra de US$ 3.

Tempo para ponderar

A chave para este experimento é que os participantes nem sempre têm o mesmo tempo para decidir o que fazer – às vezes têm que decidir dentro de dois segundos, outras vezes precisam esperar 10 segundos para apresentar sua decisão, e variações entre esses dois extremos.

“Descobrimos que a pressão do tempo tende a aumentar a predisposição que as pessoas já têm, seja para ser egoísta ou pró-social,” disse Krajbich. “Sob pressão do tempo, quando você tem muito pouco tempo para decidir, você vai se inclinar mais do que o habitual em sua predisposição ou preconceito de como agir.”

A situação foi diferente quando os participantes eram forçados a esperar 10 segundos antes de decidir: “As pessoas ainda lidam com as decisões com a expectativa de que agirão de maneira egoísta ou pró-social, dependendo da sua predisposição. Mas agora elas têm tempo para considerar os números e podem pensar em razões para ir contra o viés”.

Estes resultados podem ajudar a explicar por que alguns estudos anteriores concluíram que a pressão do tempo torna as pessoas mais egoístas, enquanto outros concluíram que isso torna as pessoas mais pró-sociais – é tudo uma questão de tempo para decidir.

In:

https://www.diariodasaude.com.br

15/10/2018