Maconha medicinal em Minas Gerais

 

Plantio de maconha

O tribunal de Justiça de Minas Gerais [TJ-MG] concedeu autorização ao pai de uma criança para que faça o plantio, o cultivo, a extração e tenha a posse do óleo das plantas de Cannabis Sativa I. em quantidade estritamente necessária para dar continuidade ao tratamento de enfermidade do filho, exclusivamente em sua casa e para fins medicinais, sem fornecimento do produto a terceiro, a qualquer título.

A decisão monocrática do desembargador Henrique Abi-Ackel Torres, da 8º Câmara Criminal, autoriza o uso apenas do óleo extraído da maconha, sendo vedado seu consumo de qualquer outra forma.

O menino de 12 anos de idade, sofre de Epilepsia Refratária e Autismo Severo. Desde 7 anos de idade, ele vinha se submetendo a tratamento como óleo para controle de crises convulsivas e outros sintomas da patologia.

O paciente possui autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para a importação do fármaco. Diante de dificuldades para a importação do produto, a criança passou a usar extratos in natura da planta, mas a um alto custo. O processo corre em segredo de justiça.

 

 

In:

Jornal Valor Econômico

24 de julho de 2020