DANOS MORAIS EM REDES SOCIAIS

 

Redes Sociais

 

A 7º Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios manteve a sentença que condenou a ré ao pagamento de danos morais por agressões e xingamentos presenciais e por meio de redes sociais, praticados contra autora, que havia se envolvido com um ex-namorado da ré.

Diante do ocorrido, pediu a reparação pelos danos morais sofridos. A ré, por sua vez, disse que as alegações da autora não são verdadeiras e seriam fruto de vingança.

O magistrado da 2] Vara Cível de Brazlândia concluiu que “ocorreu um ato ilícito capaz de repercutir na esfera da dignidade da ofendida, passível de indenização”

Condenou a ré ao pagamento de indenização no valor de R$ 7 mil, a título de danos morais.

Ao analisar recurso, os desembargadores concluíram que as condutas da ré causaram danos à moral da autora e que a quantia fixada como reparação pelo juiz foi adequada. A decisão foi unânime.

 

In:

Jornal Valor Econômico

24 de julho de 2020