COMEÇAR DO ZERO

 

Nos dias atuais, ano de 2019, pensar em como definir o momento histórico deste imenso país é motivo de suspeição por diversos motivos óbvios. A partir da constatação que vivemos hoje experiências únicas, possivelmente nunca antes observadas.

Temos o acesso a quase todos os municípios brasileiros através da internet, podemos acessar, caso tenhamos interesses centenas de jornais, um numero desconhecido de páginas informativas que nos mostram a “realidade pontual” da vida real os brasileiros.

Mas esses acessos virtuais mostram não apenas a “realidade pontual” da vida real dos brasileiros, mostram e isso é necessário destacar sempre, a realidade feita através daquilo que ficou conhecido como “novas mentiras”.

Como podemos acreditar em informações que não correspondem aos próprios fatos narrados, este é o mundo informativo que podemos acessar a qualquer momento com um simples toque no mouse.

Um país que virtualmente emprega milhares de pessoas para enganar seus leitores significa que longe está em tornar-se nação, objetivo minimamente básico de qualquer país sério.

Rompantes que horas depois ou três dias após são desmistificados evidenciam apenas a proximidade com o absurdo. E nestes dias atuais sempre aparecem comparações estapafúrdias de momentos históricos já percorridos que não possuem mais vínculos com a contemporaneidade. A história, já foi apontada em diversos lugares, não existe, é apenas uma ficção escolhida através de leituras ideológicas que se perpetuam de um momento ou de uma época qualquer e que a conivência social aceitou por motivos difusos aos dias atuais e possivelmente na própria dinâmica processual do fato destacado.

Ideologicamente nos dias atuais temos confrontações históricas sobre fascismo, democracia, culturas, economias, religiões e muitas outras situações. O que é fascismo? O que é democracia? O que são culturas? O que são economias ou mesmo religiões? Independentemente da capacidade cognitiva, são apenas ilusões que são empurradas goelas à baixo para tentar ocultar aquilo que não existe na área onde você mora.

São todas as pessoas que falam contra o movimento da “Pirralha” em defender um planeta melhor para seu Futuro que provavelmente será muito pior que hoje. São todas as pessoas que gritam contra as evidencias das grandes empresas nacionais envolvidas em corrupções. São todas as pessoas que não explicam razoavelmente as queimadas na Amazônia Brasileira; o óleo nas praias; o domínio de quadrilhas nas periferias. São essas pessoas que a cada dois anos aumentam a verba pública para se mostrarem capazes em não fazer nada. São essas pessoas que querem taxar a luz do sol.

Mas a Vida não são esses exemplos, a Vida é muito mais que estes tristes personagens que se colocaram como importantes, precisamos ultrapassar este limite de completa mediocridade jogada diariamente no nosso rosto. Afinal, pelo calendário que é usado na nossa sociedade atual, estaremos começando mais uma etapa que tem como definidor o zero.

É o exemplo correto dos nossos dias atuais, começar do zero.

 

 

Recebido:

Dia:  27/12/2019