5 G a novíssima geração

 

 

5G no mundo | 12 países que já operam nas redes de quinta geração

 

Apesar de ainda estar em fases iniciais de implementação no Brasil, o 5G já é realidade em vários locais do planeta: de acordo com um relatório divulgado pela Viavi Solutions no mês de junho deste ano, já são 1.662 cidades contempladas com a última geração de conectividade móvel, espalhadas em um total de 65 países. Abaixo é possível conferir alguns dos locais mais relevantes, onde é possível navegar na internet com alta velocidade, baixa latência e boa estabilidade de conexão.
Onde o 5G é mais rápido

No ranking de países na Europa, a Bulgária fica com as maiores velocidades… (Imagem: The Mobile Globe)
Segundo testes já feitos na plataforma Speedtest, a Bulgária aparece entre os países com as maiores velocidades registradas na Europa. Por lá a média na taxa de download pode chegar a 402 Mbps na operadora A1, enquanto a velocidade de upload fica em 39,65 Mbps.

Ainda no velho continente, o Reino Unido também aparece com bons índices de velocidade no 5G, com uma média de 231 Mbps de download e 13 Mbps de upload na operadora Three. No total, são mais de 380 cidades atendidas com a última geração de conectividade móvel na região.

Já a Coreia do Sul foi o primeiro país a implementar o 5G de forma comercial no planeta. Além disso, a capital Seul está entre as cidades que apresentam as melhores velocidades de conexão, com uma média que alcança 472 Mbps de velocidade de download, de acordo com relatórios apresentados pelo Ookla — esses valores podem ultrapassar os 625 Mbps de média, dependendo da qualidade dos serviços de cada operadora.

Somente em Seul são mais de 150 mil bases transmissoras, segundo dados informados por empresas locais de telecomunicações. No país todo, são mais de 15 milhões de usuários que possuem assinaturas de planos que incluem o 5G, o que representa cerca de 22% do total de pessoas que utilizam serviços de conectividade móvel.

mas entre cidades, quem leva o título é Oslo, capital da Noruega (Imagem: Visit Norway)
Ao considerar as cidades de forma isolada, o 5G mais rápido fica em Oslo, capital da Noruega. Além de apresentar grande estabilidade, a conexão móvel pode chegar a 500 Mbps de download, velocidade cerca de 20 vezes mais alta do que o registrado nas principais operadoras brasileiras.

Estados Unidos: um dos primeiros países com 5G

5G americano está longe de ser o mais rápido do planeta (Imagem: Wall Street Journal)
O 5G foi implementado de forma comercial nos Estados Unidos pela primeira vez em janeiro de 2020, para um total de 50 cidades que incluem Nova Iorque, Los Angeles, Washington D.C., Chicago, Houston, Phoenix, entre outras. O país foi o primeiro a abrir um espectro de banda específico para a última geração de conectividade móvel, em 2016.

De acordo com números publicados pelos pesquisadores do Informa Tech, o 5G pode ser responsável por mais de 22 milhões de empregos e uma circulação superior a 13,2 trilhões de dólares (cerca de R$ 72 trilhões em conversão direta).

Porém, as velocidades de conexão registradas nos Estados Unidos ainda estão muito abaixo do que o 5G pode oferecer, já que o download médio fica pouco acima dos 50 Mbps — a principal causa dessa situação é a relutância de várias operadoras em gastar milhões de dólares para atualizar suas antenas e outras estruturas necessárias para fornecer um desempenho mais satisfatório.

Apesar do desempenho abaixo da média do 5G nos Estados Unidos, a implementação dessa geração de conectividade já se espalha em planos de mais de 15 operadoras, que atuam de forma nacional e regional. Por lá, é possível aproveitar o 5G mmWave (que é mais rápido porém com disponibilidade restrita a áreas pequenas), além do Sub-6 GHz (mais abrangente, porém mais lento).

5G presente na Ásia

Alguns setores produtivos chineses já pensam no 6G (Imagem: Lonely Planet)
A China já chegou a um total de 376 cidades atingidas pelo 5G, o maior número registrado entre todos os países do planeta. No total, o número de bases transmissoras espalhadas pelo território chinês chega próximo a um milhão, com mais de 392 milhões de domicílios conectados por terminais 5G. Em relação às velocidades registradas, o país registra resultados bastante satisfatórios, com uma média de 212 Mbps, de acordo com o relatório do Speedtest.

Por lá, algumas marcas — como a Huawei — já estão preparando a implementação do 6G, que promete velocidades de conexão até 50 vezes mais altas do que o 5G. Tanto desempenho poderá ser utilizado especialmente em fábricas, e outras funções especializadas e que requerem um alto fluxo de dados.

Outro local que se destaca pela alta velocidade da conexão 5G é Taiwan, onde a empresa AIS oferece download médio de 333 Mbps, e upload de 50 Mbps. O país pretende atingir uma cobertura próxima a 30% de aparelhos conectados com a nova tecnologia até o final do ano, mas já conta com mais de um milhão de assinaturas de planos com o 5G.

Pequenas populações, grandes velocidades de internet

Singapura tem aproximadamente 2% da quantidade de habitantes do Brasil, mas já conta com o 5G (Imagem: Passagens Promo)
Com apenas 5,68 milhões de habitantes (ou seja, menos da metade da cidade de São Paulo), Singapura já tem cerca de dois terços de seu território cobertos pelo 5G, com previsão para complemento total até o ano de 2025. Em relação à velocidade da internet, o relatório do Speedtest mostrou que o país tem uma média de 153 Mbps de download, o que não chega a colocar o local no topo das conexões mais eficientes, mas ainda é um dado razoável.

Ainda na Ásia, Hong Kong tem cerca de 7,48 milhões de habitantes, mas também já usufrui da conectividade 5G. Os planos com a última geração de conectividade já estão disponíveis desde abril de 2020, com velocidade média de download de 212 Mbps e cobertura de praticamente 100% do território local — porém, isso não significa que toda a população utiliza a última geração da conectividade móvel, e sim que os aparelhos compatíveis poderão receber o sinal em quase qualquer canto do território.

Campeões de disponibilidade no Oriente Médio

 

Países do Oriente Médico ocupam segunda e terceira colocação do ranking de países com maior disponibilidade de 5G (Imagem: Statista)
A Arábia Saudita fica em segundo lugar na lista de países onde o 5G está disponível de forma mais abrangente na população, com um total de 26,6% dos usuários atualizados com a última geração de conectividade. Por lá, as velocidades de download também são muito altas, e podem alcançar 322 Mbps, dependendo da operadora contratada e localização.

O vizinho Kuwait aparece na terceira colocação, com 26,3% das pessoas conectadas com o 5G. Por lá, é possível baixar filmes, jogos e outros arquivos a uma velocidade de aproximadamente 338 Mbps — porém, ainda há muitos avanços a serem feitos, pois mais de 76% da população ainda fica limitada ao 4G, e esse índice é ainda maior em vários outros países pelo planeta.

América do Sul ainda apresenta desigualdades

 

Chile é o país com 5G mais avançado na América Latina (Imagem: iStock)
Os países próximos ao Brasil ainda apresentam patamares muito diferentes entre si no que se refere ao avanço da tecnologia 5G. A Colômbia, por exemplo, foca em complementar a cobertura de seu território com o 4G, já que essa geração de conectividade só está disponível na capital Bogotá e outras cidades mais populosas. Já foram feitos alguns testes com o 5G, mas a tecnologia ainda não tem data para estrear, de acordo com um relatório divulgado pelo portal ChipSet em abril.

O panorama é semelhante na Argentina, onde testes estão sendo realizados com cerca de dez antenas próximas à capital Buenos Aires, além de mais cinco antenas próximas à cidade de Rosario. Porém, como ainda não foram feitos encontros para organização e distribuição de frequências, o 5G standalone não está disponível para a população.

Por outro lado, o Chile apresenta passos mais avançados em relação ao 5G, já que foi o primeiro país do continente a apresentar uma zona com a última geração de conectividade, em janeiro deste ano. O governo local já investiu mais de 453 milhões de dólares (R$ 2,53 bilhões) para levar a novidade até as regiões mais afastadas, mais ao sul do território — de acordo com estimativas locais, 88% das capitais regionais deverão ter cobertura 5G até o início de 2022, com disponibilidade em 199 hospitais, 17 aeroportos e 28 instituições de educação superior, entre outros locais de interesse.

No Brasil, o leilão do 5G foi somente uma das etapas para implantação da tecnologia no país. Espera-se que todas as capitais brasileiras estejam cobertas até o mês de julho de 2022, com previsão para implementação nas cidades com mais de 500 mil habitantes até 2025, com 200 mil até 2026 e 100 mil ou acima até 2027. Portanto, ainda levará um certo tempo até o 5G ficar disponível em todo o território nacional.

Fonte: Speedtest, Reuters, Open Signal, The Korea Herald, ChipSet, Viavi Solutions, IT Chronicles, Phone Arena, Statista, 248am, nperf

 
In:
https://canaltech.com.br/
21 de novembro de 2021