10-02-2018

Nestes três próximos dias o país fica um pouco parado em termos de política e de outros itens que mostram, ainda que de maneira sutil, que existem diversos modelos para pensarmos o que realmente é esta Perplexa Província.

Sabemos, ainda que não aceitamos muito, que há diferenças sutis e diferenças enormes entre as diversas áreas geográficas que compõem esta Perplexa Província. A Revista Ao Mundo Nova Iguaçu-rj tem procurado mostrar variado leque de reportagens com o intuito de propiciar aos seus leitores a possibilidade de compreender que diferenças são estas comentadas anteriormente, através dos tópicos Saúde, Meio Ambiente, ou seja, aquilo que os professores mais antigos diziam, “corpo sã mente sadia”.

Muito difícil hoje em dia ter corpo sã e a mente sadia por que não sabemos mais o que comemos e muito menos o que aprendemos como referencias para nossa participação na sociedade, seja ela qual for.

Olhando as pessoas em nossas voltas percebemos, ainda que achamos num primeiro momento normal, receios pelas aparências, cor. É só olhar a entrada dos passageiros dentro do ônibus e do trem. Se este olhar for ao fim do dia a preocupação é maior, pois achamos que sempre haverá a possibilidade de assalto, é normal está sensação, mas tentamos disfarçar da melhor maneira possível.

Dito isto, podemos compreender que todas as tentativas de generalizações que existem para tentar compreender o que vivemos e o que passamos dentro de um ônibus são as diferenças sutis e as diferenças enormes que formam esta Perplexa Província em algo que poderá explodir a qualquer momento.

Talvez você leitor não tenha percebido ou se preocupado com esta possibilidade ainda, devemos nos preocupar não só com os possíveis bandidos dentro de ônibus, trem e muitos outros lugares, mas com os próximos meses que aparecerão os alquimistas que sempre surgem de tempos em tempos inventando estórias, artimanhas e muito mais para roubar de vez esta Perplexa Província.