01-01-2018

Não restam dúvidas que nas duas últimas décadas a Província conheceu a Ilusão e o amargor desta própria Ilusão.

Dizem os palpiteiros de plantão que 2018 será um período de muitos esforços, sacrifícios e todas aquelas baboseiras tão típicas desta época do ano.

Mas sempre foi assim e se formos ser coerentes, a cada ano que passa apenas aumenta os dias necessários que precisamos trabalhar para pagarmos os impostos e a cada ano também aumenta a dívida daqueles que nos regem. A tal Dívida Publica.

E este ano de 2018 seremos obrigados a escolher novos, apenas no título, alquimistas que farão barbaridades na Perplexa Província.